Archive for the ‘ aforismos ’ Category

GEOMETRIA INFORMAL um livro de joão diniz

Acesse o link para conhecer o novo livro de fotografias autorais e textos poéticos
GEOMETRIA INFORMAL por joão diniz publicado para aquisição sob demanda em julho de 2015.

Captura de Tela 2015-07-13 às 11.27.54

AFORISMOS EXPERIMENTAIS, o livro

Captura de Tela 2013-03-24 às 12.29.20Esse post se refere à pré-edição experimental online que pode ser visualizado e adquirido on line no link AFORISMOS EXPERIMENTAIS Blurb bookstore.

O livro impresso, ampliado e reformulado, foi editado pela ‘Asa de Papel’ e lançado em dezembro de 2014.

Leia abaixo o texto de apresentação das duas edições.

SÍNTESES EM AMPLITUDE

O aforismo, embora seja uma forma milenar de transmissão de ideias, muito bem se adequa aos tempos atuais onde a velocidade de comunicação e síntese se fazem necessários para confrontar um universo cada vez mais multimidiático e disperso.

Joao Diniz nos apresenta nessa edição suas experiências reflexivas sobre esta contemporaneidade, muitas vezes confusa, que exige dele em sua forma de habitar o mundo, respostas instantâneas que traçam sua maneira de interagir com as diversas situações do dia a dia.

Este projeto nasceu através das publicações do autor no seu canal do Twitter, a rede social que resume postagens a 140 toques de teclas, propondo a concisão aos  usuários, o que nem sempre garante a clareza e a utilidade das mensagens.

Os temas caros ao autor são alinhados ao longo das páginas numa espécie de ‘programa de ação’ útil e fundamental a ele, que convida seus leitores, a interagir de forma igualmente crítica com algumas das questões e contradições cotidianas e atuais.

O autor faz de sua profissão de origem, a arquitetura, um ponto de observação para os diversos aspectos que nos provocam a reação sentimental, crítica e política. Assim esta arquitetura expandida se desdobra em assuntos afins como a arte, a natureza, os afetos, os espaços viajados, dentre outros, e até o humor ou reflexões inconclusas que indicam caminhos desconhecidos a serem desbravados.

No final do volume o arquiteto, que no dia a dia é construtor de espaços, dirige-se aos estudantes de sua profissão e a uma reflexão ética sobre seu oficio, que como a escrita aforística, é também milenar, e está em constante evolução.

Mais que experiências verbais e sintéticas as breves frases deste livro são um convite ao dialogo do individuo consigo mesmo e com o seu tempo. Sejam bem-vindos.

transBooks, março de 2013

AFORISMOS EXPERIMENTAIS por joão diniz

s      u      m      á      r      i      o

1. POÉTICA BREVE

2. LIVRES LUZES

3. LETRAS DE AFETO

4. TEMPO DE FUGA

5. SOPRO ÉTICO

6. ECOS VERDES

7. ARTE ANÔNIMA

8. PROVOCAÇÕES CÔMICAS 

9. CONCLUSÕES RETICENTES

10. O PAPEL DO LIVRO

1. POÉTICA BREVE

A poesia pode te escrever.

A poesia é um direito humano.

A poesia escolhe a pessoa.

Poesia não é verso é essência.

Poesia é o pensamento que busca a beleza

Poesia é a síntese da idéia.

Virgulas e adjetivos merecem desconfiança.

2. LIVRES LUZES

Pensar é um exercício de liberdade.

Inspiração é uma forma de liberdade instantânea.

Liberdade é ter uma riqueza não cobiçada.

Riqueza é praticar uma liberdade que não tem preço.

A melhor riqueza não é cobiçada.

A liberdade material se mantém com cadeados.

Liberdade e segurança são caminhos opostos que se completam.

Felicidade e liberdade são diretamente proporcionais

Amor é liberdade.

3. LETRAS DE AFETO

Quem gosta de porrada não se contenta com carinho.

Não confundir cuidar com prender.

Intolerância atrai solidão.

Alguns estão bastante unidos pela inimizade.

Para muitos o próximo não passa de um ser distante.

A intolerância pode ter uma reação intolerável

O ciúme transfere ao outro o amor que não foi capaz de fazer.

Acostuma-se com a ausência mas não com a saudade.

De tanto gostar não quiz ter pois não saberia cuidar.

A aparência engana o amor a primeira vista.

Nada mais tendencioso que a simpatia.

O amor eterno é efêmero.

Não existe carinho imposto.

O carinho vai além do corpo e vira memória.

A nudez é a verdade da pele.

Beba a vida sem moderação.

Ao não perdoar transferiu para si toda a magoa.

O perdão neutraliza a magoa.

Alguns feitos acontecem com a aprovação dos amigos, outros, apesar do silencio deles.

4. TEMPO DE FUGA

Nenhum dia é igual ao outro, mas alguns são mais diferentes.

As eternidades mais preciosas precisam ser sempre reinventadas.

Na duvida ultrapasse seus limites.

Algumas pessoas fazem tudo mas não podem nada

Uma das overdoses mais fatais é a de atividades.

Ao homem falta o tempo para poder ter mais pressa.

Só vivemos integralmente o tempo quando esquecemos dele.

Falta tempo a quem faz hora.

O apressado está sempre atrasado.

Juventude não é questão de idade.

Não espere verão, tire duas horas de férias todo dia.

Sopre a vela do aniversario para arejar o futuro.

Na eternidade seremos todos contemporâneos.

Estar ocupado não significa estar escravizado.

Rotina existe para ser quebrada

Deixou de ser feliz procurando ansiosamente a alegria.

Certas idéias só trabalham no ócio.

Juventude é enquanto há novidade

Nunca é tarde para ser jovem.

Para o sol é sempre verão

Trabalhe muito mas não só trabalhe.

Respostas rápidas podem ser importantes para uma vida calma.

O estressado pensa que é o melhor

Se quiser ter boas idéias não pense em demasia.

Essa vida corrida está muito devagar.

Já dizia o samurai: a pressa é amiga da perfeição

5. SOPRO ÉTICO

Mais que tolerante ser receptivo.

Tolerância é ser derrotado e apoiar o vencedor.

A teimosia quando erra é tolice, quando acerta é talento.

Alguns preferem ser notórios derrotados que discretos vencedores.

Perfeccionismo: vaidade às vezes improdutiva.

Problema sem solução: desafio. Solução sem problema: desperdício.

A falsa sabedoria serve a todos, menos ao sábio.

A sabedoria não tem pretensão.

Qualquer atitude é política, até a indiferença.

Otimismo e pessimismo não devem mascarar o senso critico.

Braveza não é bravura.

Mais importante que ter é ser, e que ser é fazer.

A fé é a medida da tolerância.

Fé é atenção.

Virtudes teóricas não promovem benefícios.

 …

 A humanidade nunca estará satisfeita consigo mesma.

 …

Quem quer ajudar insistentemente, pode estar forçando carências.

Só o pavio não garante o fogo.

As leis de causa e efeito não regem o universo das arbitrariedades.

A diversidade depende da quantidade e qualidade dos elementos combinados.

No choque prevalece o que tiver menor resistência.

Realizar um sonho pode se transformar em um pesadelo.

A força bruta nunca é suficiente

Mais vale um bom erro que nenhuma tentativa.

O advogado do diabo encara a luta entre a justiça cega e a justiça míope

A justiça cega precisa de um olho vivo.

O advogado do diabo pode ser amigo de Deus.

A justiça pode ser cega, mas nunca míope.

Não importa sim ou não, o melhor é atenção

Não importa ganhar ou perder, importante é reverter

Auto elogio é uma ofensa feita a si mesmo.

O herói se trai quando vira garoto propaganda.

 …

6. ECOS VERDES

Não existe volta a natureza mas avanço a ela.

O que sacia é uma medida entre a ansiedade e a economia.

Não coma apenas com a boca, mas com a cabeça.

Apague lâmpadas para não faltar luz.

A grosseria cede, frente à delicadeza.

Elegância é cuidar da saúde.

A saúde é invisível, a doença onipresente.

Atividade física é um tipo de poupança para o futuro.

Coma com a cabeça e não só com a boca.

Sustentabilidade começa com educação.

O padrão de vida pode virar patrão de vida

O fumante é um anti-ecologista pulmonar.

O animal de estimação não é um prisioneiro.

Não comparar desgostos.

Jaz na guerra o homem de má vontade.

 7. ARTE ANONIMA

O artista é um empresário do espírito.

Em questões estéticas mau gosto não se discute.

Estilo é uma desculpa para repetir.

Adianta colorir o elefante branco?

Não existe meia idéia

Há coisas que não precisam ser explicadas, e outras que são só a explicação.

 …

As aparências enganam, principalmente aos tolos.

 …

O genial está próximo do óbvio.

É fácil de fazer, mas se não for feito não existe.

Raros gestos transformam o produto em cultura.

A fotografia está mais no olho que na câmera.

Arte é passar a vida fazendo-a.

Perdoem as vanguardas mas a popularidade é fundamental.

Arte é um diagnostico.

O óbvio não precisa de confirmação.

Inspiração vale pouco se não houver vontade de trabalhar, e vice versa.

Beleza não é uma questão de estética

O artista com o interlocutor desavisado: ‘você sabe lá com quem não esta falando?’

Para haver reconhecimento é necessário que haja conhecimento, não espere nada de um mal informado.

O perfeccionismo, às vezes, não permite fazer satisfatoriamente o que seria impossível  fazer idealmente.

8. PROVOCAÇÕES CÔMICAS

Ser bon vivant não é fácil.

Filosofia malandra: transformar o ócio em negocio.

Filosofia de sauna: onde há fumaça não há fogo.

O buquê não garante o príncipe encantado.

Evite perder risadas.

Na selva de pedra o elefante branco é viável.

Lagarta virar borboleta é o oposto do príncipe virar sapo.

… vaidosamente humilde.

Tivéssemos nascido vestidos, andaríamos todos nus.

A virtude do sério é seu bom humor.

A festa foi ótima, com várias ausências ilustres.

Na aldeia global muitos estão redondamente enganados.

O aquecimento global vai por o mundo numa fria.

No silêncio do sono há duas opções: ou você ronca ou é roncado.

O jovem: boêmio pratico e sábio teórico. O maduro: sábio pratico e boêmio teórico.

Considere: mais vale uma ressaca feliz que um descanso melancólico.

Na viagem é impossível estar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas deve-se tentar.

 …

9. CONCLUSÕES RETICENTES

… tinha tudo para ser poema mas está virando novela.

… é eterno porque é sempre novo.

… enxergar-se no pai para conquistar o filho.

… tentando fazer de cada um, o dia histórico.

… tão atentamente ocioso que produzia muito.

… par e impar.

… a segurança de arriscar.

… e o gadget virou uma prótese.

… compulsivamente controlado.

… colhendo sabedoria nas banalidades.

… ideias solares na madrugada.

… em um ponto invertido do tempo, mais novo q o esquecimento e  mais velho que a memória.

 …

… preocupado com o gasto que o levou a Paris poupou a ida à torre Eiffel.

 … material como a presença do perfume.

… radicalmente avoado.

… não deixando o sonho adormecer.

… a figura do imaginário.

… foi ao outro lado do mundo encontrar-se mas esqueceu de levar a si mesmo.

… o gosto do improvável.

… o que o pessimista acha que está bom.

… para não fazer tanto mal usou veneno diet.

… reticentemente conclusivo.

10. O PAPEL DO LIVRO

Desde muitos séculos vivemos na Idade do Papel, por ele passam quase todas as idéias.

Livro que se lança é uma lança no escuro, é arremessada e não sabe onde vai cair.

Páginas são asas para voar a ideia.

… e a árvore morria de medo da solidão da estante.

O livro sucede o autor como o papel sucede a árvore.

A folha de papel morre de saudades da folha da árvore.

A livraria é um bosque de ex-árvores que querem se comunicar com os homens.

… construiu um edifício de papel e letras que ia sendo habitado ao ser lido.

A sabedoria literária é uma anedota.

Livros cheios de duvidas podem ser os melhores.

Alguns livros disseram mais ao serem queimados do que ao serem lidos.

… e o silencio das páginas foi desfeito pelo olho atento.

O olho é mudo mas quando lê não quer mais calar.

O livro de arquitetura é um edifício onde cada andar é uma pagina.

O livro não é livre mas se liberta quando é lido.

O futuro chegará quando não utilizarmos mais papel.

ARQUITETURAS VERBAIS: algumas (in)definições por joão diniz

Arquitetura é um dos muitos sentidos humanos.

A Arquitetura verdadeira nem sempre esta interessada em se impor.

Arquitetura é uma dignidade que não pode ser destruída.

Arquitetura é um silencio eloqüente.

Arquitetura é quando a excelência é humilde.

A Arquitetura desperta virtudes.

Em Arquitetura não existe tradução, ela é poliglota.

O homem precisa aprender a fazer Arquitetura como fazem alguns animais.

Arquitetura é o que interessa a todos.

Na boa arquitetura não existem disputas.

Arquitetura é tolerância.

Algumas arquiteturas geniais nunca pensaram em sê-lo.

Algumas arquiteturas e arquiteto(a)s de tão eficientes são invisíveis.

Não esconda o que sabe sobre Arquitetura, ela só existe quando é revelada.

Na boa Arquitetura reina a amizade.

Arquitetura é sempre amiga do planeta.

Às vezes a Arquitetura é desconhecida porque reserva surpresas.

Arquitetura é o futuro da história.

Arquitetura pode ser a resposta para uma pergunta que ainda não existe.

  …

Arquitetura é aquela que faz dos arquitetos bons operários.

Arquitetura é maior que os arquitetos.

Arquitetura real dispensa explicações.

Arquitetura é a festa onde todos estão convidados.

Arquitetura é quando a construção esta em harmonia com o planeta.

Arquitetura real nunca mente.

Arquitetura é uma espécie de manifesto de justiça social.

Arquitetura é construção com alma de gente.

Arquitetura é quando a beleza é de todos.

Arquitetura é a complexidade percebida pelas pessoas mais simples.

Arquitetura é a nova velha dimensão do humano.

Arquitetura é o lugar comum que é inédito, o surpreendente que é gentil.

Arquitetura é a matéria do vazio e a alma da pedra.

Arquitetura é uma performimg art onde quem faz a performance é o usuário




Arquitetura é a justiça do espaço.




A arquitetura só é bela quando está socialmente engajada.

Antes de ser matéria Arquitetura é pensamento.

Arquitetura não é somente idéia mas experiência.


Construção sem Arquitetura é como poema sem poesia.




Arquitetura é quando a construção vira poesia.

Uma das maiores tragédias da arquitetura são os projetos mal pedidos.

LIÇÕES INSTANTÂNEAS, para estudantes de arquitetura

Alguns etimólogos definem aluno como ‘aquele que não tem luz’ (a.lumno), enquanto estudante como ‘aquele que aplica seu espírito para aprender’, então transforme-se logo de aluno em estudante.

Fujamos da situação acadêmica comum que são os alunos sonolentos versus os professores arrogantes.

Professores não são superiores aos estudantes, são futuros colegas, e uma postura mútua de profissionalismo e eficiência pode transformar esta relação em amizade.

A maioria dos conhecimentos pode ser transmitida e apreendida em menos de cinco minutos.

Mergulhe delirantemente em suas intuições, projetos e instintos sem destruir seu corpo, espírito e futuro.

A pessoa dificilmente se reinventa no futuro, comece a ser já o melhor de si.

Para justificar uma dificuldade pergunte-se: fiz o melhor que pude?

                  Em qualquer disputa a primeira, e talvez a mais importante vitoria, é vencer a si mesmo (evoluir) o que nem sempre é fácil.

Em termos de concorrência, há lugar para todos, desde que cada um seja si mesmo, radicalmente.

‘Parabéns você errou’: constatação valida quando arrisca-se no desconhecido buscando respostas ou investigando possibilidades.




 É quase impossível ensinar a projetar, mas pode-se ensinar história e tecnologia, ou seja, o que está feito e como fazê-lo, estas são as principais ferramentas para criar uma boa arquitetura.

Comece a entender e explicar o projeto pela idéia principal e não por pequenos detalhes.

Arquitetura sem construção é o desenho auto suficiente, que é o sonho, a realidade desperta é a obra.

Abaixo o ‘plantismo’. Entenda o projeto em sua tridimensionalidade.






Estrutura é o entendimento espacial (tridimensional) da estabilidade edificada.

Sem esqueleto não há corpo. A arquitetura nasce na estrutura.

Quase sempre, em arquitetura, as sombras das coisas são tão importantes como as próprias coisas

O interessado em arquitetura deve identificar a origem de uma construção tão rápido como identifica um estilo musical.

Como existe a  MPB, existiria a APB (Arquitetura Popular Brasileira)? Ou será que a boa Arquitetura nunca é Popular?

…e aquele arquiteto resolveu o problema com um desenho de alguns minutos, somados a algumas décadas de experiência.

Está muito bom mas ainda não é suficiente… disse aos estudantes tentando ao mesmo tempo incentivar e provocar o progresso.




As duas palavras chave para o entusiasmo ativo: curiosidade e iniciativa.

Cuidado com a fotogenia pois já disseram: Não há arquitetura, por pior que seja, que não dê uma boa foto

Já se disse: projeto de arquitetura é o contrário de m—-, quanto mais mexe mais ‘cheira bem’.

As lições menos divertidas são as de moral




…você não está entendendo, precisa que eu desenhe?

Inspiração vale pouco se não houver vontade de trabalhar (e vice versa).

Respostas rápidas são importantes para uma vida calma.

O perfeccionismo, às vezes, leva a não se fazer satisfatoriamente o que seria impossível fazer idealmente

Auto elogio é uma ofensa feita a si mesmo.

A coisa mais cansativa é ficar dizendo que está cansado(a).

O estressado pensa que é o melhor.

Evite justificar com intenções como: ‘eu queria, eu faria, estou pensando…’, mas com ações como: ‘eu fiz…’

Mais vale um bom erro que nenhuma tentativa.

Ao construir, prefira o econômico ao barato, e ser econômico não significa ser pobre

Na dúvida entre projetar com a mão ou com o computador, prefira primeiro a cabeça, o coração e o espírito aberto como ferramentas.




Não existe meia idéia




Pode ser muito fácil fazer mais se não fosse feito isso não existira

Nunca é tarde para ser jovem.

..e para aquele vive dizendo: ‘eu tenho que fazer…’, a pergunta: ‘você tem ou você quer?’.

Questione o ‘defaut’.

… desenhos a mão livre, feitos à máquina.

A força bruta nunca é suficiente

Trabalhe muito mas não só trabalhe.

Estudantes sabem a resposta para a maioria das perguntas que fazem.

Não comece a apresentar um trabalho se desculpando.

Aprenda com os colegas.

A solidão é boa e necessária na hora de fazer um projeto ou de estudar. Nestes momentos desligue os canais dispersivos da atualidade, a recompensa virá depois nos conhecimentos adquiridos e nos espaços criados.

Procure inspirações e conhecimentos arquitetônicos também fora da arquitetura.

Construa sua própria cultura, você é o que lê, ouve, conversa.

Não diga que não sabe desenhar, quinze anos atrás você era ótimo nisso.

Antes de desenhar bem, deve-se pensar bem.

Você paga pelo seu curso, não desperdice seu ingresso.

Perca qualquer complexo de inferioridade, o centro do mundo é onde você está.

Comunique-se em outras línguas.

Viaje.

Aproveite cada trabalho que faz para compor seu portfolio.

Aproxime-se dos mestres.

Como numa prova automobilística, inicie logo e com determinação o trabalho.

Saiba do que você gosta em arquitetura e em tudo mais.

O que você gosta mais de ganhar, livros ou sapatos?

Você seria eficiente numa escola sem notas ou chamadas?

Ser sustentável é nada mais que a obrigação.

Seja ativo para que não seja necessário transformar aulas de arquitetura em lições de auto-ajuda.

O bom estudante aprende mais que o professor ensina.

 …

… e de repente aquele inculto arrogante pergunta: – Você trabalha também ou é apenas um professor?