JD currículo fotográfico

DSC_3136b

João Diniz é arquiteto e tem seu nome ligado à contemporânea arquitetura mineira e brasileira com obras construídas, premiadas e publicadas, fazendo, algumas delas, parte da paisagem de BH.

Ele costuma dizer que chegou à arquitetura através da fotografia que pratica desde adolescente e que através da foto aprendeu a investigar espaços, luzes, enquadramentos. Fotografando a obra de diversos arquitetos, no Brasil e exterior, iniciou contatos com as possibilidades construtivas e a realização de projetos diversos.

Nos tempos da escola de arquitetura na UFMG participou de diversas exposições e premiações publicou os livros ‘Com vidro nos olhos’ em parceria com o colega Carlos Antonio Leite Brandão e ‘Fotovida’ com o poeta Murilo Antunes.

A partir da realização de seus projetos passa a fotografá-los em parceria com o fotografo Marcilio Gazzinelli, e com estes registros publica em 2002 o livro/monografia ‘Joao Diniz Arquiteturas’, em 2007 participa com o livro João Diniz/Depoimento da coleção Circuito Atelier da editora C/Arte onde aborda a perspectiva inter-disciplinar de sua trajetória que inclui a fotografia, o vídeo, o desenho e a música. Em 2010 publica na Editora JJCarol de São Paulo o livro Steel Life enfocando em um recorte poético e fotográfico a sua obra arquitetônica em aço.

Junto com sua prática arquitetônica participa de exposições fotográficas, performances, videoclips e gravações integrando fotografia, música, vídeo e poesia  com a participação de vários colaboradores através do coletivo Pterodata, por ele fundado.

Em 2003 é convidado a apresentar Sala Especial com sua obra na V Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo no Pavilhão Ibirapuera unindo sua produção arquitetônica a uma forma própria de registros fotográfico. No mesmo sentido interdisciplinar participa em 2007 da Exposição Internacional de Arquitetos paralela ao IX Fórum Mundial de Jovens Arquitetos em 2007 em Font Romeu, França. Em 2008 participa do projeto Fotograma no Cine Belas Artes Liberdade em Belo Horizonte com a exposição ‘Roteiros Incompletos’ apresentando fotografias voltadas ao lado humano do cotidiano, à observação dos espaços urbanos e arquitetônicos e ao interesse pela composição gráfica e plástica, sem deixar de lado a busca por um particular espírito critico e poético. Com o mesmo enfoque em 2010 expõe na galeria do ‘Barracão Botequim’ em Belo Horizonte a série ‘Cantagalo’ feita no morro de mesmo nome no Rio de Janeiro.

Em 2009 edita e lança o livro ‘Poslkantor: um breve olhar sobre a Polônia’ que dá inicio ao projeto ‘Cidades Visíveis / Visible Cities’ investigação que em 2012 recebe bolsa de iniciação científica da Universidade Fumec, onde leciona, para a confecção de livro e apresentações a serem lançadas em 2013, focalizando 14 cidades da América e Europa através de uma visão fotográfica, urbana, humana e literária.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: