tanto

De tanto Queimar

Gelou

De tanto Pensar

Travou

De tanto Falar

Mentiu

De tanto Riscar

Apagou…

De tanto Chorar

Secou

De tanto Querer

Perdeu

De tanto Limpar

Marcou

De tanto Gritar

Abafou…

Cada vez mais precisamos de pouco

O ser mais simples é o ser mais solto…

De tanto Somar

Faltou

De tanto Pedir

Roubou

De tanto Contar

Zerou

De tanto Guardar

Confessou…

De tanto Brilhar

Cegou

De tanto Clamar

Negou

De tanto Atar

Cortou

De tanto Chamar

Afastou…

Cada vez mais precisamos de pouco

O ser mais simples é o ser mais solto…

joão diniz  2005

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: